Dunga, valeu!

Vai começar tudo de novo.

O Brasil perdeu e foi desclassificado da Copa do Mundo da África do Sul. E a caça às bruxas já começou. Assistindo ao “Central da Copa”, da Rede Globo, mais de 90% do tempo foi dedicado a criticar a seleção.

Será que não conseguimos ser bons perdedores?

Será que sempre que perdermos é porque temos culpa?

Será que não é possível reconhecer que a outra seleção foi melhor, que nos encurralou, que conseguiu desestabilizar-nos emocionalmente? Tudo isso faz parte do jogo de futebol. Há uns quinze anos, era isso o que víamos nas partidas que jogávamos contra a Argentina: era um bando de “cai-cai” e nossos jogadores ficavam super nervosos, o que afetava o rendimento e fazia nossos hermanos deitarem e rolarem. Ou vocês acham que se fizéssemos a sonhada final com a Argentina, comandada pelo Maradona (que era o maior “cai-cai”), isso não aconteceria?

Já ressuscitaram também a discussão a respeito de Neymar, Ganso e Ronaldinho Gaúcho.

Criticam o Felipe Melo, a falta de opção no banco e, nas entrelinhas, criticam a postura do Dunga.

Discordo veementemente.

A postura do Dunga foi adequada para fazer com que o time não perdesse o foco. Todo mundo falou da Família Scolari em 2002. Podemos dizer que hoje há uma Família Dunga. Os jogadores realmente gostam dele, de sua liderança e de seu comprometimento (sim, é uma palavra importante, apesar de muitos terem tentado diminuí-la e ridicularizá-la). O goleiro Júlio César, num discurso emocionado, disse ontem à noite que eles queriam ganhar o hexa para o Dunga. Por que ele falaria isso se não fosse de coração? O Dunga está de saída, não precisaria mais ser agradado.

É simples. O grupo ficou fechado, e isso exatamente devido às atitudes do Dunga. Muitas vezes estas atitudes incomodam a imprensa, que não deve perceber, mas vive um paradoxo: quer cobrir a seleção e ter acesso aos atletas, mesmo que o comandante responsável pela equipe considere que isso prejudique o desempenho e concentração deles. Ao invés de apoiar a decisão do técnico, criticam sua atitude, e insistem na necessidade do acesso pois “o público brasileiro precisa ter notícias, tem este direito”. No fundo, não se questionam muito se sua presença causa algum problema. Porém, se causar, não tem problema, pois darão paulada na cabeça do técnico de qualquer jeito. Se der errado, tudo será culpa dele. Se der certo, a imprensa ajudou a fazer a tal da “corrente pra frente”. Ou seja, a imprensa não quer questionar se seu papel afeta a seleção. Quer, na verdade, gerar notícias. Ponto final. Se ganhar ou se perder, no fundo, tudo será notícia. Quem não escutou nos programas esportivos: “A tragédia anunciada aconteceu. Vimos o filme que o trailer mostrou que ocorreria.”

O Galvão Bueno disse que é “só um jogo”. E isso é o que devemos ter em mente. É só um jogo. São trinta e dois times e somente UM vence. Não podemos reconhecer que não fomos os melhores? Simplesmente, não fomos os melhores. Outros times de calibre saíram da Copa, de forma às vezes vexatória, e outros ainda sairão. Só vai sobrar UM.

Não culpem o Dunga. Vejam o que ele fez. Ele falou algo na coletiva que realmente é importante: durante o comando dele foi resgatado o prazer e a responsabilidade de servir a Seleção Brasileira, algo que estava perdido, em especial na última seleção que esteve na Copa da Alemanha, em 2006, e que deu muito acesso à imprensa. Ah tá, mas a culpa da derrota foi do Roberto Carlos, que estava ajustando a meia. Brincadeira, né!

Tenhamos a humildade de reconhecer nossas fraquezas e que fomos derrotados pela Holanda, outro time de tradição, que está há dois anos invicto, tomou pouquíssimos gols neste período e que soube aproveitar melhor nossas falhas quando estávamos pior.

Dunga deve sair de cabeça erguida. Sua cabeça está “inchada”, como se diz no esporte, mas faz parte. Reconheçam o que o cara fez. Ele não estava aí para participar de concurso de popularidade, nem para ser o queridinho da imprensa. Ele estava lá para fazer o trabalho da forma que ele considera correta. Não cacem o bruxo Dunga. Não sejam injustos.

Por mim, Dunga, valeu!!!!

Anúncios

4 comentários em “Dunga, valeu!

Adicione o seu

  1. Hugo, o Dunga está recebendo um tratamento, de sua parte, como se ele fosse o técnico de um time qualquer e que, por convicções inexplicadas ou falta de coragem, impediu que a qualidade e o espetáculo prevalecessem e ponto final. O caso do técnico da Seleção Brasileira é absolutamente diferente e ele o culpado mais visível pela enorme decepção causada, sendo importante frisar que o seu trabalho, o tempo todo, interferiu com o emocional da grande maioria de nós. Emocional, financeiro, econômico. Somos brasileiros, apaixonados por futebol. Ele é o técnico da Seleção Brasileira. A sua, a nossa Seleção Brasileira e carrega a honra e acima de tudo a responsabilidade de nos representar. A todos nós.
    O técnico é um delegado. Alguém que supostamente detém competência e sensibilidade para representar um grupo, no nosso caso, muitos milhões. Então é justo e compreensível que alguns se exaltem e extravasem as suas frustrações, até porque se anteciparam aos fatos, apontando falhas e erros, confirmadas posteriormente. Plagiando uma frase bem humorada sobre a importância do penalty, que deveria ser batido pelo presidente do clube, acho que para técnico da seleção brasileira, deveria haver eleição direta.
    Não ser o melhor não nos transforma no pior, mas o maior incômodo foi a falta de brilho e magia de nosso futebol, neutralizados por escalações e esquemas que se distanciaram do espetáculo e o que se faz hoje não é crítica, é a triste constatação da tragédia anunciada. O famoso: Eu não falei?
    Futebol tem que ser prazeroso. Tem que ser espetáculo!
    leonidasribeiroleo@yahoo.com.br

  2. Também não acho que se deva colocar a culpa no Dunga, mas é extremamente normal procurar um culpado e não falo pensando só na Copa, é natural do ser humano. Não é fácil reconhecer que “não somos os melhores”. Enfim, não justifica.
    Sim Dunga, claro que valeu!

  3. Como desempregada e consequentemente espectadora assídua de quase todos os jogos da Copa… afirmo que foi apenas uma put* falta de sorte! rs.
    Sei lá, talvez a convocação dos jogadores realmente não tenha sido uma das melhores, como vi em uma entrevista de não lembro quem (rs.), a maioria das outras seleções, Alemanha e Gana, por exemplo, mas não apenas elas, tinham muitos jogadores abaixo dos 23 anos, acho que isso significa alguma coisa. A própria França reclamou muito da idade dos seus jogadores, se perguntando até como jogadores “velhos” iriam ter pernas para correr atrás dos jogadores mais novos das outras seleções, enfim.
    Mas gostei sim da participação do Brasil, acho que o Dunga fez um bom trabalho com as opções que tinha, cometeu muitos erros (não ter tirado o Kaka naquele jogo lá ou o Felipe Melo naquele outro), mas todos cometem erros, não é mesmo?!
    Estou ansiosa pela Copa de 2014, acho que é nela que vai sair o tão esperado hexa! :]

    Abrs.

    ps: mas esse assunto dá pano pra manga hein! rs.

  4. A imprensa ainda está magoada com o Dunga. Ele foi um escroto? Claro que foi. Quem não se sentiria revoltado da maneira como foram tratados os jornalistas (principalmente o Escobar, se não me engano). Mas da maneira como está sendo tratado o assunto “derrota da seleção” pela imprensa em geral tá parecendo coisa de criança de 8, 9 anos. Daqui a pouco tão chamando o cara de bobo, feio e chato.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: