Ele está de volta!

Faz mais de um mês que não escrevo para este blog, mas tenho um motivo especial. Finalizar dissertação não é fácil. Porém, um motivo mais especial ainda me traz de volta temporariamente. INDIANA JONES!!! Ou você achava que o título deste texto era referente a mim?

 

Eu, como a maioria dos “Indianamaníacos”, esperei anos por uma nova aventura do arqueólogo aventureiro. Deve ter entrado para o livro dos recordes na categoria “maior número de especulações”, pois as mais diversas possibilidades foram levantadas sobre qual seria o enredo do quarto filme. Depois diziam que Harrison Ford não teria condições de fazer, por já estar muito velho, outros diziam que Sean Connery não participaria – bem, ele não participou.

 

Fui assistir à pré-estréia de “Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal” no Cine Bristol. Teria uma sessão especial na sala 05, onde estava passando “O sonho de Cassandra”, o mais recente filme de Woody Allen que aparece em nossos cinemas. Após os trailers, adivinhe: começa a passar o filme do Woody Allen. A platéia foi abaixo.Várias pessoas levantaram xingando, inconformadas. Eu estava dando risada. “Esperei quase vinte anos, posso esperar mais quinze minutos”. Depois a confusão foi consertada.

 

Quanto ao filme, posso de cara dizer uma coisa: se achávamos que o filme viria na mesma formulinha dos outros três, estávamos certos e errados. Tem os mesmos ingredientes de aventura e mistério, socos, pontapés, efeitos sonoros característicos da série e a dose de conceito acadêmico necessário. Porém, o enredo ousa. Não vou revelar exatamente em quê, mas Spielberg corre um risco que talvez não fosse necessário. Um risco que me fez questionar antes de sair da sala se eu havia gostado ou não do filme. É uma ousadia tão extremada que quase bota a perder a história inteira. Quase faz o filme ficar à parte do que era aquela série consistente. Quase faz gritarmos: “Picareta!” Mas é sempre quase.

 

Tem algumas passagens forçadas, mas isto já faz parte da mística dos filmes de Indiana Jones. Além de umas gags desnecessárias, como o excesso de toupeiras assistindo os acontecimentos no início do filme.

 

O elenco é muito bom, com a volta de Karen Allen, e o surgimento de Shia LaBeouf, Cate Blanchett, Jim Broadbent e John Hurt. Jim substitui o personagem do falecido Denholm Elliot e John Hurt o papel que seria para o pai de Indiana. Harrison Ford não fica a dever na performance dos outros filmes, principalmente nas cenas de ação que seriam o maior problema. Até chegam a brincar com isso no início.

 

É bom ver Spielberg de volta aos filmes de aventura. Porém, talvez vocês achem que é outro gênero. Mas vou parar por aqui…. Assistam!

 

Anúncios

5 comentários em “Ele está de volta!

Adicione o seu

  1. Meu grande amigo, gostei muito do seu texto e… achei mais genial ainda o seu começo, pois me fez rir sozinho, como nosso héroi.
    É isso aí, nosso héroi debochado está de volta, com algumas rugas a mais, mas ver Spielberg com Ford nas telonas, com certeza nos fará recordar de uma infância mágica, em meio a realidade em que vivemos. Talvez não agrade a todos, mas que será bom recordar no escuro do cinema essa magia lúdica da nossa imaginação, será. Mas se vier a nos decepcionar, perdoem, talvez estejamos velhos e exigentes, como nosso héroi, pois sempre queremos buscar as sensações boas que vivemos na infânia e relembrar momentos bons é sempre bacana, mas tomemos cuidado, pois a lembrança sempre será nostalgica, o que torna o nosso senso crítico mais aguçado.
    Abraços Hugão!!!

  2. eu sou super fã do Indiana Jones!!!… lembra meus tempos de adolescente…tantanrantan…tantanran….tantanrantan…tantanrantantan…. bj.

  3. Oi, Hugo,
    Como sempre, gostei muito do seu texto.
    Também fui assistir ao filme com grande expectativa e, confesso que também saí da sala sem saber se gostei ou não …mas, ao contrário de você , acho que a ousadia do enredo é que me agradou mais…rsrs…uma pitada extra aos excessos de sempre…É bem o que você falou : é o filme de aventura que talvez esteja mudando de gênero…
    Um grande abraço.
    Vania

  4. Hugo,

    Que bom que você voltou. Você escreve muito bem. Este texto, em especial, está delicioso. Vou ver o filme. Assisti ao outro, o do Woody Allen mencionado no início do texto. Uma grande decepção, ainda mais para mim que sou fã do Woody Allen. Mas essa é outra história. Beijos, Vé

  5. Haaaaaa vc tomou tanto cuidado em não revelar nada do filme que não vou estragar rs eu adorei!!! claro que tinham coisas forçadas, se não tivesse não seria Indiana Jones, mas adorei principalmente as referências dos outros filmes da série.

    Que bom que voltou a postar hein!! senti falta!!

    bjoooos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: