Touché, Corinthians!

Eu sabia que isso estava por acontecer. Antes do Nelsinho entrar no Corinthians, eu já havia dito que esse time ia cair. E disse também que QUERIA que o time caísse. E continuei dizendo isso até o final. Não vou dizer que estou feliz, mas acredito que algumas lições devem ser dadas. Nos últimos anos, com exceção do ano contratado pela MSI, as campanhas do Corinthians foram ridículas. Nós estávamos sempre sofrendo. Corinthiano é sofredor, mas exageraram nos últimos anos. Lembro que no ano de 2003 fiz um texto a respeito do Grêmio. Chamava-se “Obrigado, Grêmio!”, pois a péssima campanha do Timão era ofuscada pela péssima atuação do Grêmio, que acabou caindo para a Segundona logo no ano de seu centenário. Rezou a ironia que, em 2007, fosse num jogo com o próprio Grêmio que o nosso destino no futebol fosse decidido.

Por que eu disse que queria que o Corinthians caísse para a série B? Inúmeros fatores. Tudo tem raiz na administração do sr. Alberto Dualib, que pilhou o Corinthians por anos, algo que está sendo apurado pela atual presidência do sr. Andrés Sanchez. E não coloquem a culpa no Andrés. Ele foi parte da antiga diretoria por certo tempo, mas não tem tanta culpa na situação. O erro principal ocorreu devido à conivência dos conselheiros e, principalmente, de parte da torcida, com a associação junto à MSI. A injeção de fundos de origem duvidosa mascarou as dificuldades que o Corinthians tinha em sua estrutura. Ao mesmo tempo, multiplicaram-se os problemas e os escândalos. As dívidas e as polêmicas surgiram, como as referentes ao caso Nilmar x Lyon e à questão da demissão do técnico Daniel Passarela.

Fomos coniventes, sim. E incluo-me nesta lista. Eu não queria nem saber. Tínhamos vários jogadores de qualidade, que faziam nossos olhos brilhar. Tévez, Roger, Carlos Alberto, dentre outros. Se o nosso time mosqueteiro estava ganhando, por que eu iria pensar nos problemas futuros que, naquele momento, eram apenas meras suposições? Muitos pensavam como eu. Vi várias vezes o ex-vice-presidente de futebol do Corinthians, sr. Antonio Roque Citadini, alertando para os problemas que aconteceriam (e lembro ele dizendo em 2005: “Daqui a dois anos”). Ele era uma voz em meio à multidão, junto ao conselheiro e delegado Tuma, que tinha até dossiês mostrando o caráter duvidoso dos componentes da MSI.

Isso tudo culminou na formação do elenco do corrente ano. Poucos jogadores de qualidade. O goleiro Felipe se destacou, e duvido que ele fique no time. Acabo de ouvir uma declaração sua na Jovem Pan, dizendo que seu contrato vai até 2011, mas que talvez o time tenha que vendê-lo para arrecadar verba, visto que perderá o dinheiro da televisão. Outro jogador que eu gostei muito foi o Finazzi, que por uma bobagem feita por ele ficou fora dos últimos jogos. Betão demonstrou a garra de sempre, mas possui limitações. O amor dele pelo Corinthians é indiscutível. Percebi que nos últimos jogos os jogadores deram o sangue. Mas isso tudo não bastou para compensar uma campanha inteira de fracassos. (À parte: por isso que campeonato de pontos corridos é bom – o melhor time ganha e os piores caem. A sorte fica deixada de lado)

Continuo dizendo que achei justo o rebaixamento. E não venham dizer que a causa disso tenha sido os pênaltis que o juiz fez voltar no jogo entre Goiás e Internacional, no Serra Dourada. Ele cumpriu a regra. Se não há hábito em cumprir a regra quando o goleiro se adianta, azar. Ele cumpriu a regra e está tudo certo. A culpa da queda é exclusiva do Corinthians e de todas as pessoas envolvidas com este time.

O mosqueteiro foi abatido e jogado no fundo do poço. Agora, terá alguns meses para se recuperar e fortalecer as pernas. Se no fundo do poço ele não encontrar força para se impulsionar para cima, terá que utilizar suas garras e escalar as paredes úmidas e lodosas. Torceremos muito para que ele volte e não apenas isso: que conquiste o título da série B! Título que é muito difícil, pois o torneio é tão competitivo quanto a série A.

Lembrem que outros times de tradição já foram rebaixados antes. O caso mais notório foi o Fluminense, que chegou a ir para a terceira divisão. Esse ano acabou em quarto no Brasileirão. O Vitória também foi para a série C, e acaba de conquistar a volta para a série A. Grêmio, Palmeiras, Atlético Mineiro, Curitiba, Sport de Recife, todos passaram por este calvário. A querida Portuguesa acaba de conseguir voltar. As coisas são assim mesmo.

Muita gente vai fazer brincadeira com os corinthianos. Mas lembrem que isso faz parte do esporte. Aqueles que se exaltam de forma violenta não sabem qual é o verdadeiro espírito. E, para ilustrar isso, vou divulgar o novo símbolo do Corinthians, o qual recebi de autor desconhecido (e muito criativo) já há algum tempo, mas que ilustra bem a atual situação.

Anúncios

2 comentários em “Touché, Corinthians!

Adicione o seu

  1. Foi triste ver o Corinthians passar por essa situação tão chata, mas temos que ter como exemplo, não só os grandes daqui do Brasil, mas os grandes lá da Europa, caso do Milan, que no começo dos anos 80, era uma equipe da segunda divisão do futebol italiano e no final da década já tinha levantado 2 Copa dos Campeões.

    Espero, que este trágico momento, seja o recomeço de uma linda história, de glórias e títulos e que o Sport Clube Corinthians Paulista possa, enfim, ter paz!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: